Embraer atrasa entrada de serviço do KC-390 para a FAB

Embraer adiou a entrada em serviço do KC-390 com a força aérea brasileira (FAB) até 2019, depois que uma excursão em maio levou a empresa a uma perda operacional...
KC390 - Arquivo Digital

Embraer adiou a entrada em serviço do KC-390 com a força aérea brasileira (FAB) até 2019, depois que uma excursão em maio levou a empresa a uma perda operacional de US$ 17,7 milhões no segundo trimestre.

 

Por: William Lima

Embora a Embraer ainda esteja comprometida em entregar a primeira produção KC-390, aeronave 003, para o Brasil até o final do ano, ela diz que a Força Aérea concordou em disponibilizar a aeronave para que o fabricante possa usá-la junto com a aeronave 002 completar a campanha de teste de voo.

A entrada em serviço ocorrerá em 2019 – retraída a partir do final de 2018 – com a entrega da aeronave 004, a segunda produção do KC-390. As datas de entrega subsequentes não serão afetadas, diz Embraer.

As mudanças na campanha de teste de voo resultarão em um encargo especial de US$ 127 milhões, impactando os resultados do segundo trimestre da Embraer. A empresa relatou um lucro operacional de US$ 178 milhões no segundo trimestre de 2017.

A receita caiu 29%, para US$ 1,26 bilhão, com entregas menores de jatos comerciais e executivos, além de revisões de custo-base relacionadas ao contrato de desenvolvimento do KC-390. Essa queda, se dá em parte pelo acidente em maio envolvendo a aeronave 001.

A Embraer sofreu um prejuízo líquido atribuível aos acionistas de US$ 127 milhões no trimestre, caindo para o vermelho após um lucro líquido de US$ 62 milhões no período correspondente de 2017.

Excluindo o custo especial relacionado ao KC-390, a Embraer teria reportado um lucro operacional ajustado de US$ 110 milhões e um lucro líquido ajustado de US$ 6,1 milhões.

KC-390-Embraer – Arquivo Digital

A companhia entregou 28 jatos comerciais e 20 jatos executivos no segundo trimestre, incluindo os três primeiros E190-E2s para o Wideroe da Noruega . Os números de entrega caíram dos 35 jatos comerciais e 24 executivos entregues no segundo trimestre de 2017.

A carteira de pedidos firmes da Embraer atingiu US$ 17,4 bilhões no final do segundo trimestre de 2018, abaixo dos US$ 19,5 bilhões no final do primeiro trimestre. Um pedido de 50 E-Jet E2s da extinta operadora indiana Air Costa, foi retirado do backlog no segundo trimestre.

Fonte: FlightGlobal

Compartilhe
error
Categorias
Panorâmico EconômicoPanorâmico Econômico - Notícias
Sem comentários

Leave a Reply

*

*

POSTS RELACIONADOS

EnglishPortugueseSpanish
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial