Latam lança stopover com até três dias de parada em SP

Campanha estará disponível a partir de 20 de dezembro.

O CEO da Latam Airlines Brasil, Jerome Cadier, lançou hoje, ao lado do governador do Estado de São Paulo, Joao Doria, o serviço de stopover para clientes que fizerem conexão nos aeroportos de Congonhas ou Guarulhos, em São Paulo. A facilidade, que tem como objetivo fomentar o Turismo no Estado por meio da campanha SP pra Todos, estará disponível a partir do próximo dia 20 de dezembro.

Segundo Cadier, o stopover da Latam Brasil se diferencia de suas concorrentes – Gol e Azul – pelo fato de ser o único a conectar voos domésticos e internacionais. “Além disso, é um serviço sem nenhum custo adicional que estamos disponibilizando aos nossos clientes”, disse o executivo durante a coletiva de imprensa realizada no Palácio dos Bandeirantes.

Ainda de acordo com o CEO da companhia aérea, o stopover ficará disponível no site da empresa, assim como agências de viagens, central de vendas e Latam Pass. Na plataforma on-line, bastará o passageiro escolher a opção de stopover, eleger o serviço na ida ou na volta, selecionar a duração da estadia, escolher o voo e finalizar a compra. Procedimentos semelhantes serão adotados nos demais canais.

“Vamos dar flexibilidade aos turistas, podendo desembarcar em Congonhas e decolar em Guarulhos, e vice versa. Mas apenas lançar um produto nao basta. Temos que dar visibilidade a ele. O vídeo promocional de São Paulo será exibido em todos os nossos voos com origem ou destino em Congonhas e Guarulhos entre os dias 6 e 31 de dezembro”, afirmou Jerome Cadier.

Também presente na coletiva, o secretário de Turismo do Estado, Vinícius Lummertz, destacou os resultados obtidos no seu primeiro ano no comando da pasta, assim como a importância de parcerias entre o setor público e privado para que planos saiam do papel e sejam desenvolvidos com sucesso.

“Tivemos um crescimento de 8% na movimentação em nossos aeroportos neste ano, e pretendemos somar 75 milhões de passageiros até o fim do ano, considerando os 13 aeroportos os quais contam com operações regulares. É importante destacar que a promoção sem produto é só um desperdício de verbas. Por isso, temos parcerias sólidas, a exemplo da Braztoa e do CVB, para que os pacotes sejam elaborados, divulgados e comercializados”, comentou Lummertz.

“O governo planeja suas ações, por isso o Turismo está indo tão bem. Um relatório será divulgado em março de 2020 para averiguar os avanços obtidos na aviação e no setor como um todo. Estamos provando que é possível ter menos impostos e mais ganhos econômicos, e o novo stopover injetará novos recursos aos serviços, à gastronomia e à hotelaria de São Paulo”, acrescentou Joao Doria.

MP 907

De maneira breve, o CEO da Latam Brasil também comentou a Medida Provisória Nº 907, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro na última semana, a qual impõe alíquota gradual de 1,5% de Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) sobre o leasing de aeronaves e motores.

“Ainda queremos discutir nos próximos meses para reverter essa decisão. É muito negativo para os negócios do País quando ele funciona diferente de todos os outros. O Brasil fica mais caro assim”, pontuou Cadier em concordância com o presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz, também presente na coletiva desta segunda-feira.

Fonte: Panrotas

Compartilhe
error
Categorias
Aviação ComercialAviação Comercial - Matérias
Sem comentários

Leave a Reply

*

*

POSTS RELACIONADOS

EnglishPortugueseSpanish
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial