Motivos não faltam para o atraso do Boeing 777X

Incidente não foi só com a porta, mas todo o suporte da estrutura.

Segundo informações coletadas pela AFP, o Boeing 777X pode ter mais problemas do que o esperado. Enquanto o programa já estava atrasado devido a uma falha em seus motores (General Electric GE9X), uma alteração no design da aeronave pode ser necessária. De fato, o incidente ocorrido durante um teste no primeiro 777-9 de setembro seria maior do que o esperado: não seria uma única porta que teria cedido, resultando em despressurização, mas toda a estrutura que o suporta.

Uma investigação está em andamento para determinar as causas da falha, mas a Boeing terá que revisar o design dessa estrutura para reforçá-la. O fabricante da aeronave havia indicado em outubro que não achava que a data do primeiro voo de teste deveria ser adiada, as alterações sendo feitas enquanto outros testes são realizados. Uma das fontes da AFP disse que o fabricante ” já tem a solução “, mas muitos acreditam que o calendário será alterado por mais seis meses.

O primeiro 777-9 estava originalmente programado para ser entregue em 2020, mas o prazo foi estendido para 2021. O programa registrou pedidos de 314 aeronaves para nove clientes. A Emirates acaba de converter trinta dos Triple Seven que ela havia encomendado em 787-9.

A Boeing também reconsiderou recentemente sua decisão de automatizar sua linha de montagem do 777X como resultado de dificuldades de sincronização entre os robôs encarregados de perfurar a fuselagem e instalar os rebites.

Fonte: Le Journal de L”Aviation

Compartilhe
error

Posts Relacionados

Categorias
Indústria & PesquisaIndústria & Pesquisa - Matérias
Sem comentários

Leave a Reply

*

*

POSTS RELACIONADOS

EnglishPortugueseSpanish
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial