PortuguêsEnglishEspañol
  

Durante a feira Farnborough Airshow 2018, governo britânico aproveitou a ocasião para apresentar ao mundo o novo modelo de caça, mostrando querer retomar o protagonismo da área.

Matéria por Valter Silva

Historicamente o Reino Unido foi responsável pela criação de grandes caças como Spitfire, Hunter, Hurricane e Tempest. Porém desde o caça Harrier (que foi o primeiro caça da historia a decolar e pousar vertificalmente) o UK não fabrica mais nenhuma aeronave militar por conta própria.

Gavin Williamson em Farnborough Airshow 2018 – foto de arquivo digital

Entretanto, durante o evento de Farnborough o secretário britânico Gavin Williamson apresentou novos projetos que estão programados para a próxima década, caso do novo modelo do Tempest. Willianson estava diante de um modelo em tamanho real do protótipo da aeronave e contou ao público presente na palestra, alguns detalhes da aeronave.

Durante o discurso Gavin comenta que “somos lideres mundiais no setor aéreo de combate há um século, com uma gama invejável de habilidades e tecnologia, e essa estratégia deixa claro que estamos determinados a garantir que continue assim, ele (aeronave) mostra aos nossos aliados que estamos abertos a trabalhar juntos para proteger os céus em um futuro cada vez mais ameaçador – e esse modelo conceitual  é apenas um vislumbre de como o futuro poderia parecer”.

A nova aeronave será uma criação em conjunto das empresas BAE Systems (empresa britânica de aviação), Rolls Royce (fabricante de motores), Leonardo (empresa italiana de aeroespaço, defesa e segurança) e a fabricante de mísseis MBDA.

Planejado para iniciar operações apenas a partir de 2035, o Reino Unido busca encontrar parceiros para viabilizar o Tempest e voltar a ser uma forte potencia no ramo de aeronáutica militar.

 

Compartilhe

Posts Relacionados

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial

ATENDIMENTO

Segunda a Sexta das 9h as 16h
contato@skyscience.com.br

Todos os Direitos Reservados