Rise Aerospace, consultoria de cabine, prevê crescimento na gestão de ativos

Empresa trabalha principalmente parra arrendadores e arrendatários de aeronaves.

A Rise Aerospace, de oito anos de idade, especialista em consultoria de cabine, prevê um “grande salto” em seus negócios de reparo e gerenciamento de ativos em 2020, segundo o diretor-gerente Rauff Kareem. A MRO, com sede em Cingapura, e a empresa de gerenciamento de projetos, trabalham principalmente para arrendadores e arrendatários, servindo como ponte entre eles durante as devoluções e entregas. Agora, está gerenciando componentes para duas empresas de leasing e também gerencia APUs e motores para uma companhia aérea.

A Rise repara as peças da cabine que pode reparar e envia outras peças para outras MROs. Ela também opera programas de intercâmbio e pooling para clientes, obtendo peças de desmontagens e dos EUA. Seus negócios de reparo e gerenciamento de ativos estão crescendo, diz Rauff.

A empresa já abriu uma subsidiária na Coréia do Sul e em breve abrirá uma nova instalação no Vietnã. O executivo da Rise está vendo um interesse crescente no gerenciamento de ativos de muitas transportadoras da Ásia-Pacífico, mas o nível de interesse depende do tamanho e da idade da frota.

Por outro lado, muitas companhias aéreas chinesas tendem a não favorecer o gerenciamento de ativos por empresas estrangeiras, ao invés de usar programas limitados de gerenciamento de ativos suportados por empresas chinesas. “Eles têm muitas restrições, como logística e responsabilidade”, diz Rauff. “Só trabalhamos para eles quando aposentam aeronaves e usam nossas peças de reposição ou serviços de consultoria”.

Outras companhias aéreas asiáticas buscam gerentes de ativos principalmente para motores, APUs, trem de pouso e componentes selecionados. “Gerenciamos uma boa parte desses componentes em nossas instalações na Malásia e temos um plano para expandir nossas operações na Malásia com outra instalação no próximo ano”, diz Rauff. “Nós também fornecemos gerenciamento de reparos por meio do programa de gerenciamento de ativos. Se houver reparos em nossa capacidade, executaremos os reparos necessários. ”

O Rise emprega cerca de 150 pessoas e tem planos de aumentar esse número para 250 em três anos.

Fonte: MRO – Network

Compartilhe
error
Categorias
Oficina & ManutençãoOficina & Manutenção - Matérias
Sem comentários

Leave a Reply

*

*

POSTS RELACIONADOS

EnglishPortugueseSpanish
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial