Wasserkuppe – O berço do voo a vela – Parte I

Wasserkuppe é o nome de uma montanha, no ponto mais alto da cadeira de montanhas do Rhön (970m acima do nível do mar), situada aproximadamente a meio caminho entre...

Wasserkuppe é o nome de uma montanha, no ponto mais alto da cadeira de montanhas do Rhön (970m acima do nível do mar), situada aproximadamente a meio caminho entre Hamburgo e Munique, a leste de Frankfurt, na Alemanha.

mas qual a ligação desta montanha com a aviação? É que foi exatamente ali que o homem aprendeu a voar sem motor, em voo ascensionais de maior duração (“voo a vela”, “soaring”, “segelflug”).

Muitos historiadores da aviação reconhecem que o homem aprendeu a voar em três locais distintos:

Nas colinas próximas a Berlim, na Alemanha, Otto Lilienthal iniciou voos planados em descida (“gliding”) entre 1891 e 1896, com planadores rudimentares do tipo “hanglider” (o piloto vai praticamente pendurado sob o avião) projetados e construídos por ele mesmo.

Em Kitty Hawk, na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, em dezembro de 1903, os irmãos Wright iniciaram voos com motor, tendo eles mesmos construídos o avião, o motor e as hélices (deixemos aqui de lado a controvérsia sobre quem foi o pioneiro, se Santos Dumont ou os Irmãos Wright).

O terceiro local onde o homem aprendeu a voar foi em Wasserkuppe. Inicialmente (1911) os voos eram apenas planados em descida (“gliding”, “gleitflug”), mas pouco a pouco os pioneiros que ali voavam aprenderam a utilizar as correntes de ar ascendentes e conseguiram realizar voos ascensionais sem motor e de maior duração, isto já a partir da década de 20.

Assim, e ao contrario do que muitos pensam, o voo ascensional sem motor (“voo a vela”, “soaring”, “segelflug”) não é uma das mais velhas modalidades de voar, mas foi descoberta e aperfeiçoada após o homem ter conseguido voar a motor.

Patch Wasserkuppe

O agravamento da situação na Europa e que antecedeu a Primeira Grande Guerra (1914 a 1918), fez com que os projetistas e construtores se concentrassem no desenvolvimento dos aviões a motor. Contudo, um grupo de estudantes da cidade alemã de Darmstadt, por não possuírem recursos para adquirir motores, desenvolveu a teoria de que um avião sem motor, leve e especialmente projetado, poderia ganhar altitude e realizar voos de duração, desde que adequadamente pilotado em correntes de ar ascendentes.

O grupo escolheu a Wasserkuppe para realizar suas experiências, porque nela se formam ótimas ascendentes orográficas, ou seja, correntes de ar ascendentes geradas pela incidência dos ventos nas encostas. Assim, um planador lançado desde a montanha, poderia subir acima do seu ponto de lançamento e ali voar por longo tempo em vez de simplesmente deslizar até o solo.

Após a Primeira Grande Guerra, o tratado de Verlailles praticamente proibiu os alemães de utilizarem qualquer tipo de avião a motor. Foi justamente esse fato que impulsionou o desenvolvimento do voo a vela.

Um grupo de pilotos alemães que desejava continuar voando, lembrou-se daqueles estudantes de Darmstadt. Com isto, após a guerra, os voos com planadores na Wasserkuppe foram incentivados, tendo sido projetados e construídos novos planadores.

Em 1920, na primeira competição realizada na Wasserkuppe, Wolfgang Benjamin Klemperer, um ex-piloto de observação e de caça da Primeira Grande Guerra, voando no “Schwarze Teufel” (Diabo Negro), um planador desenvolvido pelos estudantes da Universidade de Aachen, conseguiu subir acima do seu ponto de decolagem durante um minuto (!) antes de descer para o vale abaixo, a dois quilômetros (!) de distância.

Um método para lançamento dos planadores com cabos elásticos e cordas tracionadas a mão por uma equipe de dez a doze homens foi desenvolvido em 1921. E o mesmo Klemperer pilotando o “Blaue Maus” (Rato Azul), planador que sucedeu o “Schwarze Teufel”, conseguiu subir 100 metros acima do ponto de decolagem e voar uma distancia de cinco km em 13 minutos (!) até a cidade de Gersfeld. Um novo recorde mundial.

Texto por Jorge Ricardo González

 

Compartilhe
error
Categorias
Esportes Aéreos - Voo a Vela - Matérias
Sem comentários

Leave a Reply

*

*

POSTS RELACIONADOS

EnglishPortugueseSpanish
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial